Por favor aguarde...


Caso leve mais de 30segundos recarregue a página

DR #65 – Consequências socio-económicas dos ataques no norte de Cabo Delgado

Autores:João Feijó e Jerry Maquenzi

Nos dois destaques rurais anteriores procurou-se analisar o contexto socio-económico do Norte de Cabo Delgado, considerando as elevadas expectativas geradas entre as populações em torno da exploração de recursos naturais, num cenário de pobreza generalizada. O forte investimento económico não só não se traduziu num aumento do emprego, como despoletou uma maior pressão sobre terras e outros recursos, gerando processos de exclusão por parte das populações do litoral, alimentando sentimentos históricos de discriminação. No texto seguinte procurou-se compreender o processo de insurgência armada numa perspectiva regional, descrevendo-se a continuidades e descontinuidades dos ataques no Norte da província.

Neste terceiro destaque rural pretende-se analisar o impacto socioeconómico da violência no Norte de Cabo Delgado, ao nível da diminuição da produção agrícola, do agravamento de fenómenos de pobreza e de insegurança alimentar. A insurgência armada despoletou deslocações forçadas de milhares de indivíduos, contribuindo para a saturação de infra-estruturas urbanas, perturbando o funcionamento normal do sistema de educação e de ensino. A agravar o sentimento de insegurança, assiste-se a um aumento da violência policial e militar, patente em detenções indiscriminadas através de processos frequentemente arbitrários.
Data :Junho de 2019

Mês

Junho

Ano

2019