OR #19 – Competitividade do Algodão em Moçambique

Autor: Natacha Bruna
A cultura do algodão em Moçambique foi introduzida no século XIX, passando por diferentes modelos de produção. Actualmente, a produção de algodão é baseada no sistema de concessões de áreas às empresas de descaroçamento do algodão, responsáveis pelo fomento e extensão rural desta cultura que é praticada maioritariamente pelos pequenos produtores. Induzindo-se assim, este subsector, à uma estrutura de mercado monopsónica.

O subsector do algodão constitui uma importante fonte de rendimento no meio rural em Moçambique. A importância do algodão reflecte-se, também, no peso do mesmo na balança comercial, pois constitui um dos produtos agrícolas mais exportados na última década. Este estudo tem como objectivo caracterizar as diferentes vertentes do subsector do algodão em Moçambique, ao longo do período determinado entre 2001 e 2011 e identificar os principais factores de competitividade, assim como os maiores constrangimentos. É importante referir que o âmbito deste trabalho concentra-se na produção agrícola do algodão e não nas suas fases seguintes (indústria têxtil, entre outros).
Data: Agosto de 2014

Mês

Agosto

Ano

2014