Por favor aguarde...


Caso leve mais de 30segundos recarregue a página

DR #17 – Menos pobreza e mais pobres – REFLEXÕES SOBRE O IOF 2014/2015

Autores:João Feijó e João Mosca
O Instituto Nacional de Estatística (INE) realizou, em todo o território nacional, de 7 de Agosto de 2014 a 15 de Agosto de 2015 o Inquérito ao Orçamento Familiar 2014/15 (IOF 2014/15). Aplicado de 6 em 6 anos (em 1996, 2003, 2008 e 2014), o IOF constitui uma pesquisa aos agregados familiares, por amostragem, recolhendo um conjunto de informações relacionadas com a força de trabalho, com o rendimento e consumo, com o acesso à saúde e educação e a diversos bens duráveis, entre outros indicadores relacionados com o bem-estar.
Os resultados do IOF fornecem informação indispensável para o acompanhamento da evolução das condições de vida da população que reside no território nacional e servem de suporte para a formulação de políticas e programas sectoriais do Governo, do sector privado e da sociedade civil moçambicana em geral.

Este texto constitui uma primeira análise dos resultados já disponibilizados, sendo que, brevemente, o OMR apresentará um texto mais desenvolvido. Este trabalho analisa, sobretudo, a evolução do período entre os dois últimos IOFs (2008 e 2014). São feitas algumas referências ao IOF 2002. O mesmo não acontece em relação ao primeiro IOF (1996), considerando-se reportar a um momento de pós guerra civil.
Data :Novembro de 2016

Mês

Ano