OR #21 – Associações de Pequenos Produtores do Sul de Moçambique: Constrangimentos e Desafios

Autor: António Júnior, Yasser Arafat Dadá,João Mosca

O presente trabalho pretende estudar as associações dos pequenos produtores, com o objectivo de por um lado analisar as vantagens da vantagens da adesão à estas associações ou outras organizações de natureza económica, por outro sugerir soluções para se ultrapassar os obstáculos que dificultam a concretização das motivações primordiais da constituição das associações.

A escala produtiva (superfícies médias trabalhadas) dos pequenos produtores (camponeses) tem influência na capacidade de adopção tecnológica dos factores de produção não divisíveis, no acesso ao crédito de campanha e de investimentos, por razões de oferta e procura do mercado de dinheiro, bem como na integração nos mercados.

As capacidades negociais, relacionadas com as relações mercantis entre os pequenos produtores e os demais agentes económicos, são outros dos factores que influenciam a transformação estrutural dos pequenos produtores. As associações podem constituir uma das soluções para se ultrapassar estas dificuldades, começando pela escala e, consequentemente, os demais factores influenciados pela dimensão produtiva. Porém, existem dificuldades no funcionamento e organização das formas associativas de gestão, provocadas pela falta de tradição, formação e informação, acerca de novas lógicas económicas empresariais não prevalecentes como dominantes na escala da produção camponesa (possuem outras lógicas e racionalidades) por razões institucionais (importância e alocação de recursos que o Estado atribui às organizações).
Data: Outubro de 2014

Mês

Outubro

Ano

2014