Terra da abundância, terra da miséria: usurpação sinergística de recursos em Massingir