OR #87 – Terra e crises climáticas: Percepções de populações deslocadas pelo ciclone IDAI no distrito de Nhamatanda

OR #87 – Terra e crises climáticas: Percepções de populações deslocadas pelo ciclone IDAI no distrito de Nhamatanda


Descrição

  • 16 Fevereiro 2020

Moçambique tem sido afectado pela ocorrência de eventos climáticos extremos: inundações, ciclones, secas ou tempestades (ver Anexo 1 com a lista de depressões tropicais que afectaram Moçambique desde 1969). As consequências destas crises climáticas incluem centenas de perdas de vidas humanas, destruição de infraestruturas públicas, privadas e habitacionais. A deslocação forçada das populações, diminuição de terras cultiváveis, aumento da insegurança de posse da terra e alimentar, assim como conflitos pelo acesso à terra e à água (Mandamule, 2019).

Para além da necessária ajuda humanitária às vítimas, no day after (Mosca, 2019), do correntemente designado “desastre natural”, mobilizando actores públicos e privados, sociedade civil local, Estados e organizações internacionais, um outro desafio coloca-se a este Estado neo-patrimonial (Braathen & Orre, 2001); (Forquilha, 2009); (Rosário, 2012), com fraca governança fundiária (Salomão & Zoomers, 2013); (Cabral & Norfolk, 2016), ligado, em especial, ao reassentamento das pessoas forçadas a abandonar as suas residências e machambas, para irem para locais seguros

Este trabalho resulta duma pesquisa realizada no distrito de Nhamatanda, na qual se privilegiou a combinação de metodologias qualitativas (entrevistas e observação) e quantitativas, para melhor captar as dinâmicas das deslocações forçadas, reassentamentos e aspirações de vida das populações afectadas.