DR #96 – (Re)Pensar o empoderamento da mulher em Moçambique: Algumas notas

DR #96 – (Re)Pensar o empoderamento da mulher em Moçambique: Algumas notas


Descrição

  • 10 Agosto 2020

Um dos conceitos mais controversos nos actuais debates sobre género é o de empoderamento, que tem surgido associado à mulher. Existe uma complexidade de definições e percepções a seu respeito. Afinal, não existe uma receita única ou modelo prescrito, formas universais de capacitação ou processos lineares com o ínicio e final estabelecidos, da mesma maneira, para diferentes mulheres ou grupos de mulheres. O sentido de empoderamento possui uma relativa carga de subjectividade, podendo variar de indivíduo para indivíduo, grupo ou sociedade, de acordo com os sistemas de valores e as normas culturais prevalecentes.

Em termos sociológicos, distinguem-se duas instâncias em que se pode analisar o empoderamento da mulher: a esfera privada, da família, e a esfera pública, ambas a ser tratadas neste documento. Na tentativa de sistematizar, pode-se considerar uma mulher empoderada como aquela que reúne um conjunto de competências e recursos, e que consegue participar de forma igual e democrática no processo de tomada de decisão.

Este Destaque Rural traz algumas reflexões sobre o conceito e as acções em prática pelo Governo e Sociedade Civil, visando o empoderamento da mulher no contexto moçambicano. As reflexões baseiam-se em dados empíricos e estudos realizados pelo OMR em torno das questões de género.