DR #70 – Agendas comunitárias de desenvolvimento

DR #70 – Agendas comunitárias de desenvolvimento


Descrição

  • 18 Setembro 2019

Em 2007 foram iniciadas acções de generalização de experiências iniciais de delimitação e foram desenvolvidas metodologias e manuais para a implementação das suas diversas fases (iTC, 2010). As províncias de Manica, Gaza e Cabo Delgado foram as primeiras onde esta acção se implementou, tendo sido depois expandida para outras províncias como Sofala, Zambézia e Tete, na região centro, e Nampula e Niassa, na zona norte do país. Actualmente estão delimitadas mais de 900 comunidades e, além dos documentos requeridos pelo Anexo Técnico, alcançou-se consenso para incluir a Agenda Comunitária de Desenvolvimento (ACD), em parte por ser a consequência lógica dos Diagnóstico Rural Participativo e das fases de informação, divulgação e devolução, no sentido da promoção de parcerias ou enquadramento de investimentos externos à comunidade, fornecendo uma utilidade prática à certidão oficiosa.

Esta pesquisa foi realizada em duas comunidades delimitadas em 2014, no distrito de Nhamatanda, nomeadamente: comunidade de Crione, na localidade de Chirassicua e comunidade de Chiwato, na localidade de Cheadeia. Em cada uma destas comunidades foram escolhidas, de modo aleatório, 68 chefes de agregados familiares, para verificar a existência das ACD e aferir se as pessoas conhecem e se têm interesse naquele instrumento.