Comunicado sobre “O mito dos excedentes da produção de milho”