Por favor aguarde...


Caso leve mais de 30segundos recarregue a página

Desafios para a Segurança Alimentar e Nutrição em Moçambique

Os desafios de segurança alimentar e nutrição em Moçambique são multifacetados e, se não forem resolvidos de forma apropriada e atempadamente, representam um risco importante para o desenvolvimento do país.

A redução da malnutrição crónica é um objectivo-chave de desenvolvimento para o governo de Moçambique que requer uma abordagem multi-sectorial e investimentos a longo prazo de modo a reverter os seus inaceitáveis altos níveis que afectam negativamente o desenvolvimento do capital humano no país.

As principais causas de subnutrição são os baixos rendimentos e a insegurança alimentar, como demonstrado pela grande proporção de famílias com crianças subnutridas no quintil de rendimento mais baixo e famílias que sofrem de insegurança alimentar.

Estima-se que mais de metade das famílias em Moçambique estejam afectadas por insegurança alimentar e, cerca de um terço, por insegurança alimentar crónica. Cerca de 30% das famílias são consideradas pobres ou estão no seu limite em termos de diversificação da dieta e frequência de refeições, uma medida crítica de segurança nutricional. Como referido no documento, 80% das famílias não consegue ter uma dieta adequada.

A prevalência da insegurança alimentar e da malnutrição crónica na maioria das províncias no país é similar. Contudo, as províncias de Cabo Delgado, Nampula e Sofala são as mais afectadas.

Ano

2016

Outros Livros

Género,cidadania e desenvolvimento em Moçambique

A presente obra e composta por 10 capítulos, onde os grandes temas em discussão estão em torno das temáticas sobre políticas de género e transformação nas relações de poder; mega projecots e impactos socioeconómicos; desafios e estratégias na posse, uso e segurança da terra;acesso aos recursos, tempos de trabalhos e divisão sexual do trabalho; violência, acesso a justiça e protecção social; estratégias de participação activa da mulher no desenvolvimento socioeconómico e politico, empoderamento das mulheres, movimentos sociais, cidadania e espaços de poder.

Assimetrias Sociais

Desde finais de 2017, a província de Cabo Delgado, no extremo Norte de Moçambique transformou-se num palco de violentos conflitos armados. Se nos primeiros meses

Conflito e Desenvolvimento em Cabo Delegado

O livro apresenta uma identificação socioeconómica de infraestruturas e da situação militar em Cabo Delegado, assim como propostas de desenvolvimento da província com o objectivo

Rumo a uma Política Alimentar para Moçambique

Em 2021 o grupo de coordenação constituído por Organizações da Sociedade Civil (OSC) nacionais, nomeadamente: Alternactiva, Justiça Ambiental (JA!), La Via Campesina (LVC), Observatório do