DR #44 – Agro-negócio, sim! E os 4 milhões de famílias camponesas?

DR #44 – Agro-negócio, sim! E os 4 milhões de famílias camponesas?


Descrição

  • 22 Outubro 2018

Os documentos e discursos oficiais sobre as estratégias da agricultura têm dado grande ênfase ao agro-negócio. Existem muitos estudos que revelam, com evidências, aspectos críticos às formas de actuação do agro-negócio em Moçambique e que correspondem aos aspectos negativos acima mencionados. Entretanto, o ritmo de crescimento do agro-negócio é baixo, concentrado em produtos de exportação, abrange uma percentagem reduzida de produtores e é espacialmente localizado.

Consequentemente, o número de camponeses a ser integrados como “emergentes”, ou que possam beneficiar deste processo, é limitado. É necessário corrigir as más práticas dos investidores, que o Estado não se desresponsabilize das suas funções, que a administração pública ganhe eficácia e se descentralize funções para o nível local, tanto as relacionadas com o agro-negócio, como as dirigidas aos pequenos produtores e às comunidades.

Agro-negócio sim; mas, assim, não! Não há políticas específicas para os pequenos produtores. Assim, a maioria da população e o meio rural não sairá da pobreza e de todas as consequências daí derivadas.